Questione, adapte-se e experimente

Mentor de inovação.

Use a Tecnologia + Design + Inteligência de negócio para orientar a sua empresa por dados e aumentar a performance.

Comece aqui

Experiências completas para ajudar nas suas decisões complexas.

Design
  • Interface do usuário (UI)
  • Experiência do usuário (UX)
  • Identidade Visual
  • Posicionamento digital
Marketing
  • Growth Hacking
  • Estratégias
  • Anúncios
  • Experimentos
Tecnologia
  • Aplicações web
  • Gestão de produto
  • Coleta de dados
  • Construção de Dashboard
Negócios
  • Visão sistêmica
  • Análise crítica
  • Business Intelligence
  • Planejamento estratégico
Quem sou eu?

Olá, eu sou o Eduardo Sully, tudo bem?

O ser humano foi feito para realizar.

Mas nem sempre me chamaram assim. Esse não é o meu nome completo. Me chamo Carlos Eduardo de Oliveira e adotei o Sully como nome profissional, te conto.

Já atuava como designer gráfico (2009) e meu portfólio era no endereço ceodesign.com.br. A sigla CEO conhecida como Chief Executive Office também são as iniciais do meu nome completo. Já conhecia o significado de Diretor Executivo e me questionava se iria trabalhar somente com design por toda a vida. Então, o endereço do site começava a não fazer mais sentido.

Em busca de um novo domínio para o portfólio, 1 ano se passou e comecei a me deparar com o nome Sully. Nessa época da vida eu escrevia poemas, um dos autores que gostava é o Sully Prudhomme (poeta), e o nome começou a saltar pra mim, Jack Sully (ator principal do Avatar o filme, prato cheio para designers), Sulley (Monstros S.A), bom, já deu pra entender. Achei bonito e a fonética soava bem. O nome também era um diferencial de encontrabilidade nas buscas no Google, então registrei.

Desde então atuo como designer. No início desta história resumida era diretor de arte, background criativo, mas já arriscava na programação em WordPress, usando HTML, CSS e PHP. Ao longo do tempo direcionei meus estudos para UX/UI Design, desenvolvi aplicações web, prototipação, pesquisas e interfaces mobile.

Aprofundei meus estudos em desenvolvimento quando tive o grande prazer em trabalhar na Stefanini (2014-2016) como UX/UI Designer e Front-End. De lá pra cá me tornei mais generalista passando por processos de aceleração e incubação das minhas startups ocupando o cargo de CEO. Curioso e sedento por conhecimento hoje acumulo experiências diversas em áreas como Marketing Digital, Negócios e Business Intelligence.

É um grande prazer ter você aqui 😉

O que eu já fiz?

Cases | Long time ago...

Implantei inovação em uma empresa de 80 anos de vida.

Um jornal, que em 2014 completava 81 anos de existência, passando por uma gestão focada na entrega da informação por apenas um meio, o papel. O Diário do Comércio começava na implantação de processos digitais e uma das frentes é a entrega do conteúdo. Liderado por Ronnan Del Rey como desenvolvedor e PO do projeto, formamos uma pequena equipe e introduzimos um novo jornal digital ao mercado mineiro com matérias gratuitas e também o modelo pago.

Ver

Fui premiado em projetos digitais.

O facebook estava próximo de completar 10 anos de existência e poucas campanhas criativas eram veiculadas como mídia. Nessa época a entregabilidade de conteúdo era muito acima da praticada que nos dias atuais e nos permitia explorar mais da criatividade, aproximando mais as marcas do público, obtendo mais retenção. Foi onde, com uma campanha de stop motion e utilizando até então uma novidade, os álbuns de fotos, recebi a grata notícia do maior prêmio do Clube de Criação de Juiz de Fora/MG, o Gran Prix.

Ver

Implantei processos de design centrado no usuário.

Em um modelo de fábrica de software (2014), profissionais de TI desconheciam processos de design centrado no usuário. Introduzir tais métodos foi um desagio e precisei utilizar de processos ágeis. Com atuação one-to-one junto ao cliente pude aplicar práticas de research design e entrevistas para avaliar comportamentos. Até o presente momento não se falava de usabilidade, navegabilidade ou outros conceitos de design. Clientes internos e externos foram impactos com grandes mudanças que trouxeram ganhos de produtividade e redução de retrabalho. Essa atuação teve início no cliente e levei até o desenvolvimento de protótipos navegáveis de alta fidelidade utilizando framework bootstrap.

Ver

Levei a bandeira de uma empresa ao topo da montanha.

O Pico da Bandeira é o segundo ponto mais alto acessível no Brasil na modalidade trekking e eu tinha um grande sonho de enfrentar esse desafio. A Stefanini nunca havia tido uma bandeira (2015), então, produzi a mesma e pude contar com pessoas brilhantes para me acompanhar nessa jornada. Para mim foi uma grande representação de empenho, dedicação e paixão pela equipe e trabalho.

Ver

Quebrei uma agência digital.

O fracasso no Brasil não é visto com bons olhos. Mas o fracasso seguido de aprendizado é comum em histórias de empreendedores de sucesso. Ou você já ouviu histórias de empreendedores de sucesso que tentaram algo novo e não falharam? Foi isso que fiz. Em um cenário onde o digital ainda não era tão consolidado como hoje eu migrava de função, mesmo com poucos conhecimentos, de um trabalho home office para uma agência com estrutura física, sócio, colaboradores e 360º (comunicação Off + On). A falta de maturidade em gestão me fez cometer inúmeros erros que me afastaram do negócio.

Ver

Liderei um time de inovação em autoatendimento.

Tudo começou com um incômodo de má qualidade de atendimento, questionei, me adaptei e experimentei algo novo. O heyhow foi uma startup de autoatendimento para bares e restaurantes que teve suas atividades no período de 2017 à 2019. Uma solução robusta de autoatendimento mais gestão financeira e administrativa para o foodservice, mas ainda fora do timing. O time era composto por 5 profissionais que deram o suor para inovar em um mercado que carece de inovação e profissionalismo.

Ver

Palestras, workshops e mentorias presencial e online.

Atividades que ainda desempenho. Conhecimento é poder, e tenho o privilégio e muito prazer de transferir um pouco do que já aprendi para novos profissionais, visando encurtar caminhos ou mesmo apresentar novos. Sou mentor de inovação voluntário no FloripaAmanhã. Fui mentor por 2 anos no NASA Space Apps Challenge Brazil e também mentor de inovação no Salto Aceleradora de MEIs.

Ver

Etc...

Já fiz e faço ainda.

Fui músico(baterista), organizei shows e eventos, toquei em festas de formatura, bailes, bares e churrascos. Organizei o 1º evento para o segmento de Foodtech de Santa Catarina junto com uma equipe foda. Sou atleta amador de ciclismo na modalidade Mountain Bike (MTB), um esporte de força, equilíbrio e superação, e corredor de rua.

Siga no instagram
Continuo fazendo e ainda há muito a ser feito...